quinta-feira, 22 de setembro de 2011

15-09-11

4 comentários:

Anónimo disse...

essa tirinha tem um defeito terrível: a porta não pode bater. não há porta. o desenhista já não pode fugir. não há corredor. o prédio ruiu. e agora, o senhor que desenha? mas imaginemos que o áudio fosse possível: um corpo que cai. hitchcock. a espiral. o corpo do tio. o vórtice. você vê tudo isso em câmara lenta. em perfeito silêncio. e, de repente, a pancada na porta. é assustador. mas é terrrível o defeito na tirinha.

-=Alma de Mago=- disse...

Assim como ele não está dentro d'água para gritar, ele pode ter saído do local onde fica o aquário e batido a porta. Assim, não aparece qualquer erro pra mim.

Anónimo disse...

Vocês estão falando sério nesses comentários? Sério mesmo? Afe, pra quê tanto pragmatismo? O bom desse meio surreal, onde uma cabeça gigante grita com um cara azul flutuando no espaço é que, nessa espaço, pode ter tudo: uma porta batendo, uma caravela anã ou até um aquário com um peixe.

Abrir a mente para o que a tira realmente pode significar é bem mais importante do que saber se tem ou não tem porta – afinal, essa porta que bate é muito mais um símbolo do que uma porta.

Anónimo disse...

VIADOS DE MERDA!!!

Etiquetas